domingo, 2 de agosto de 2015

Taxista é flagrado com 56 canários em Icó

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na madrugada deste sábado, 1º, um veículo que transportava 56 canários da terra, no município de Icó, a 375 km de Fortaleza. De acordo com a assessoria do órgão, a apreensão aconteceu por volta das 4h30 da manhã durante uma abordagem de rotina.

Os policiais pediram para que o condutor do veículo, o taxista José Júnior Paulino de Sousa, 38 anos, abrisse o porta malas e, ao verificarem o compartimento, encontraram os animais confinados.

Um Termo Circunstancial de Ocorrência foi lavrado na delegacia de Icó e o taxista responderá por tráfico de animais silvestres e pode pegar até seis meses de detenção. Como o crime é de menor potencial ofensivo, ele responderá ao processo em liberdade.




Redação O POVO Online

sábado, 1 de agosto de 2015

ORÓS: HOMEM CAPOTA CARRO NA CORRENTEZINHA




Hoje (01/08) por voltas das 11:00 horas da manhã um homem identificado apenas por “Black” capotou seu carro Palio de placa WHL 8593 inscrição de Senador Pompeu na correntezinha Orós.

Algumas pessoas que estavam no local informaram a redação do Portal Orós que o condutor do veículo estava indo para a válvula quando perdeu o controle do carro que desceu o barranco parando bem próximo a água. De acordo com um cunhado do motorista ele teria passado a noite no forrico e estava sozinho no veículo na hora do acidente.

O homem foi socorrido e levado ao hospital e maternidade Luzia Teodoro da Costa com ferimentos leves.


Josemberg Vieira

Governo do Estado reduz número de professores

O segundo semestre escolar começará com menos professores na rede estadual de ensino. A Secretaria da Educação (Seduc) determinou às escolas que haja redução imediata do número de contratos temporários de docentes nos laboratórios de Ciências e Informática, no Serviço de Assessoramento Pedagógico e no Programa Mais Educação. A medida, conforme O POVO apurou, é justificada pela pasta como indicação de órgãos de controle social e de gestão da administração pública. Outras ações do tipo poderão ser executadas em 2016.

"O universo do apoio pedagógico é complementar à sala de aula. Quando se retira professores da biblioteca, deixa-se de fortalecer a prática da leitura. No laboratório de informática, se enfraquece um dos principais pilares de aprendizagem do século. O campo do estudante pode se restringir a quatro paredes", avaliou o diretor de uma das escolas estaduais do Estado, que preferiu não se identificar. Para ele, a redução de contratos temporários demonstra a deficiência financeira do Governo. "Em julho, o governador anunciou o reajuste salarial equivalente ao piso. Mas agora demonstra que não tinha capacidade financeira", avaliou o professor.

Conforme O POVO apurou, a Seduc identificou que o Sistema Integrado de Gestão Escolar (Sige) do Estado possui uma grande proporção de carga horária fora da regência, ou seja, fora da sala de aula. Foram registradas 227 mil horas semanais (equivalente a 5.675 contratos temporários de 40 horas) e, destas, 104 mil horas estão vinculadas a professores de contrato temporário. As outras 123 mil horas são de professores efetivos que estão em atividades fora de sala de aula, o que impacta na necessidade de contratação.


O POVO solicitou à Seduc a quantidade de professores demitidos e a razão da medida. Através de nota, a secretaria afirmou que está fazendo "um ajuste de lotação" junto às Coordenadorias Regionais de Desenvolvimento da Educação (Credes) e Superintendência das Escolas Estaduais de Fortaleza (Sefor) e esclareceu que a ação não afeta a regência de sala de aula e os serviços de apoio pedagógico existentes. "No momento, cada Crede/Sefor faz um estudo de sua realidade para redimensionamento da lotação", cita a nota.

O presidente do Sindicato dos Professores e Servidores do Ceará (Apeoc), Anízio Melo, afirmou que, desde o início do ano, a categoria sabia sobre uma redução de 20% no custeio da Educação. Conforme ele, o sindicato ainda está mapeando o total de professores temporários que serão demitidos. "Não temos um levantamento ainda, mas situações pontuais. Mas a medida não pode afetar a continuidade dos trabalhos nos laboratórios", destacou.



Redação O POVO Online

2015 já tem mais casos de dengue que todo o ano passado

O Ceará registrou nos sete primeiros meses de 2015 mais que o dobro de casos de dengue que os confirmados em todo o ano de 2014. Os dados da última semana epidemiológica, divulgados ontem em boletim pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), indicam que o Ceará confirmou 37.601 casos de dengue. O número já representa aumento de 106% em relação aos 12 meses do ano anterior, que foi de 18.243 casos. Somente em Fortaleza estão concentrados 50,5% (18.955) dos casos de todo o Estado em 2015.
 
 O boletim aponta o registro de 613 casos graves da doença no Estado, sendo que 34 evoluíram para óbitos - 14 deles na Capital. Outras 37 mortes ainda estão sendo investigadas. Ao contrário de 2014, em que três sorotipos da enfermidade circulavam, em 2015 o sorotipo 1 (Denv-1) é responsável por 97,6% do casos. Esta é uma das explicações dadas pelo técnico da Célula de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde, Osmar do Nascimento, para o elevado número de casos este ano.
  
“Fortaleza apresentou média de 650 casos a cada 100 mil habitantes. Quando esse número ultrapassa 300 casos, é considerado epidemia. E um dos fatores é que o sorotipo 1 não circulava nesta proporção desde 2011, o que permitiu que a população ficasse descoberta”, aponta, explicando que, ao contrair um dos tipos da doença, a pessoa adquire imunidade para apenas aquele tipo.
  
Além das medidas de visitação e saúde-educação rotineiras, Nascimento acrescenta que ações emergenciais, como mutirões e fumacês, também foram realizadas. “Principalmente em áreas com incidência muito alta, como na Regional VI (8089 casos) e no Jangurussu (1869 casos), que é o mais atingido”.
 
 No Estado, o titular da Sesa, Henrique Javi, adianta que já começa a planejar as ações para 2016. “Neste segundo semestre, vamos destacar as melhores práticas - porque nós tivemos municípios com índices zero de dengue - para difundí-las nos demais municípios. Nossa equipe está toda voltada para garantir que teremos melhores resultados que 2015”, garante.
 
 Sarampo
 
O Ceará não apresenta novos casos de sarampo desde a última notificação confirmada no dia 13 de junho, em Caucaia. Ao todo, foram confirmados 164 casos da doença no Estado. Treze ainda estão sob investigação. “Falta um pouquinho mais de tempo pra dizermos que conseguimos controlar o sarampo, mas estou muito satisfeito com empenho que tem sido realizado”, comentou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

O POVO

Aneel confirma que cobrança extra na conta de energia continua em agosto

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou hoje (31) que a bandeira tarifária vermelha estará em vigor no período, ou seja, os consumidores vão pagar novamente um adicional de R$ 5,50 a cada 100 quilowatts/hora (kWh) de energia consumidos.
O sistema de bandeiras tarifárias permite a cobrança de um valor extra na conta de luz, de acordo com  o custo de geração de energia. Em julho, a bandeira também foi vermelha, por causa do uso intenso da energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a gerada por usinas hidrelétricas.

Com as cores verde, amarela e vermelha, as bandeiras servem para indicar as condições de geração de energia no país. Se for um mês com poucas chuvas, os reservatórios das hidrelétricas estarão mais baixos, por isso, será necessário usar mais energia gerada por termelétricas.

A bandeira verde significa que os custos para gerar energia naquele mês foram baixos, portanto, a tarifa de energia não terá acréscimo. Se a conta de luz vier com a bandeira amarela, a tarifa de energia terá acréscimo de R$ 2,50 para cada 100 kWh consumidos. Já a bandeira vermelha mostra que o custo da geração naquele mês está mais alto, com maior acionamento de termelétricas, e haverá adicional de R$ 5,50 a cada 100 kWh.

Segundo a Aneel, com o sistema de bandeiras tarifárias, o consumidor poderá identificar qual a bandeira do mês e reagir a essa sinalização com o uso inteligente da energia elétrica, sem desperdício.


(Com Agência Brasil.)

Acusado de matar padre em Fortaleza é recapturado em Aquiraz

Policiais militares do Ceará recapturaram, na noite dessa quinta-feira (30), um dos acusados da morte do Padre Elvis Marcelino. Réris Silva dos Santos (22). Ele foi preso por volta de 21h na Rua José Estanislau, bairro Camará, Localidade de Área Verde, no  município de Aquiraz.

O homem foi localizado no bar do seu pai. A Polícia estava investigando o acusado há alguns dias e ontem conseguiu realizar sua prisão. Réris quando avistou o carro da Polícia ainda tentou fugir, pulando o muro do estabelecimento, mas foi capturado. Os policias conduziram o homem à Delegacia Metropolitana do Eusébio e de lá transferido ao presídio novamente. Segundo ele, desde que fugiu da prisão, estava morando com o pai em Aquiraz. 

A fuga

Reris fugiu na companhia de mais 12 homens no dia 04/04/2014, da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto (CPPL II). Dos 13 fugitivos, os demais já tinham sido recapturados, faltava apenas Réris.

O latrocínio

Réris Silva dos Santos (22) e seu irmão Ednardo Alves dos Santos (24) são acusados pelo latrocínio que vitimou o padre Elvis Marcelino de Lima (47), no dia 13/07/2013, na Praia de Iracema, em Fortaleza. Dias depois, o crime foi elucidado pela Polícia e os dois homens foram presos. Após condenados, foram encaminhados ao presídio. Com a prisão de Réris, os dois acusados agora permanecem presos.


Fonte: Ceará News

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Grupo dinamita e assalta agência do Banco do Brasil de Jaguaretama

Cerca de 10 homens fortemente armados e usando motos e carros atacaram a agência do Banco do Brasil de Jaguaretama (140 km de Fortaleza), por volta das 2 horas da madrugada desta sexta-feira.

Eles dinamitaram a agência, que, segundo o Comando de Policiamento do Interior (CPI), foi destruída. Na fuga, o grupo acabou esquecendo uma mochila. Uma dinamite não detonou e foi acionado o esquadrão anti-bombas.

O CPI não informou se o grupo levou dinheiro da agência do BB. Há um cerco policial na região. Este foi o 38º ataque a banco registrado no Estado só neste ano.


Blog do Eliomar (Foto – Alto Santo é Notícia)

Prefeituras paralisam hoje no CE em protesto inclusive a de Orós

Pelo menos 120 municípios cearenses devem paralisar os serviços públicos durante todo o dia de hoje. Apenas as emergências dos hospitais devem permanecer em funcionamento. Conforme O POVO adiantou, na última terça-feira, 21, o protesto dos gestores do interior do Estado é motivado pela queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) deste ano em relação ao ano passado. O baixo valor repassado às administrações foi motivo de diversos encontros de prefeitos com a Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece) e com a Confederação Nacional de Municípios (CNM) para debater a situação dos cofres.

Tanto o FPM quanto o Fundo de Participação dos Estados (FPE) são oriundos de parte da arrecadação do Imposto de Renda (IR) e do Imposto de Produtos Industrializados (IPI). Com a desaceleração da economia, a arrecadação dos impostos diminui e a transferência dos recursos cai na mesma proporção.

De acordo com o especialista econômico, Ricardo Coimbra, a mobilização dos prefeitos do interior do Ceará em protesto não deverá trazer respostas de forma rápida ainda para 2015.

A avaliação de Coimbra parte do pressuposto de que os repasses são constitucionais. O governo federal, portanto, não poderá transferir um percentual de recursos diferente do que é arrecadado com os impostos. As prefeituras cearenses, segundo o professor, ainda ficarão de pires na mão por alguns meses até que a economia brasileira se recupere.

De acordo com a Aprece, o número de municípios que confirmou a adesão ao protesto pode ser ainda maior. Pelo menos 120 confirmaram a paralisação, no entanto outras cidades ainda podem aderir mesmo sem a confirmação. A cidade de Fortaleza não deve paralisar.

A queda no volume de recursos tem atingido principalmente problemas relacionados a saúde, seca, educação e pagamento de servidores, de acordo com a reclamação de vários gestores. Neste mês de julho, o FPM, pago ontem, sofreu uma retração de 4,29% em relação ao mesmo mês do ano anterior, segundo o CNM.

Em reunião com governadores, na tarde de ontem, a presidente Dilma Rousseff (PT) pediu apoio dos gestores estaduais para evitar que o Congresso Nacional aprove projetos que encareçam as despesas do governo.
O POVO