quarta-feira, 26 de abril de 2017

POLÍCIA APREENDE MAIS 43 QUILOS DE DROGAS, TRÊS ARMAS E PRENDE SEIS PESSOAS NA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA

A Polícia Civil apreendeu mais de 43 quilos de drogas e prendeu seis pessoas na Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com a polícia, a apreensão e a prisão aconteceu após quatro ações realizadas pela Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD).

A polícia informou que os trabalhos investigativos ocorreram nos Bairros Alto da Balança e São João do Tauape, Maraponga em Fortaleza, Bairro Luzardo Viana em Maracanaú, e bairro Cigana na Caucaia. Além da droga, foram apreendidas três armas.

No Bairro Alto da Balança, os policiais prenderam um homem de 23 anos conhecido por “Artuzinho” que já responde por tráfico de drogas. Os policiais investigavam o tráfico de drogas na região quando, ao chegar à Rua Djalma Petit, avistaram o homem que ao perceber a presença dos policiais jogou uma arma no telhado da casa vizinha. Os policiais entraram na residência e o capturaram. Na ação, os agentes apreenderam uma pistola 9 milímetros, com o brasão do Departamento de Polícia Federal, além de 16 munições e 32 papelotes de cocaína. “Arthurzinho” foi conduzido à sede da DCTD, onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, além de receptação.

No São João do Tauape, os policiais da DCTD localizaram uma residência na Rua Belisário Távora que funcionava como um depósito de drogas. Lá, os policiais apreenderam 21,4 quilos de maconha, além de 515 gramas de crack. No momento da ofensiva policial, ninguém estava na casa, porém o responsável pelo local já foi identificado.

Já na noite de segunda-feira, uma ação iniciada no Bairro Luzardo Viana em Maracanaú e finalizada na Maraponga - em Fortaleza -, uma ação desenvolvida pela especializada levou as capturas de de uma mulher de 25 anos, que já responde seis procedimentos policiais por tráfico de drogas, duas tentativas de homicídios, dano e lesão corporal; uma mulher de 29 anos e outro rapaz de 27 anos, ambos sem antecedentes criminais.


Por G1 Ceará

JUSTIÇA VOLTA A SUSPENDER LICITAÇÃO DAS OBRAS DA TRANSPOSIÇÃO

O desembargador Souza Prudente, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, deferiu a liminar do consórcio Passarelli suspendendo a licitação da transposição do rio São Francisco. A licitação diz respeito ao Eixo Norte, que levará água até o Ceará.

O problema aconteceu após o Ministério da Integração Nacional declarar o consórcio Emsa-Siton vencedor da licitação. Isso porque a empresa ficou em terceiro lugar na disputa, apresentando um orçamento de R$ 517,917 milhões.

O primeiro colocado, o consórcio formado pela Passarelli, Construcap e PB Engenharia, foi desclassificado por critérios técnicos. No entanto, havia apresentado a melhor proposta, de R$ 441,8 milhões. O que configura um deságio de 23% em relação ao valor estabelecido pelo Ministério, de R$ 574 milhões.


(Veja Online)

GARANTIA SAFRA: AGRICULTORES DE 180 MUNICÍPIOS CEARENSES SERÃO BENEFICIADOS COM O PROGRAMA

Agricultores familiares de todo o Estado vão contar com importante política pública para assegurar dias melhores no campo. Trata-se da edição 2016/2017 do Programa Garantia Safra, lançada nesta terça-feira (25) pelo governador Camilo Santana. Em cerimônia realizada no Centro de Eventos do Ceará, o chefe do Executivo se juntou ao secretário do Desenvolvimento Agrário (SDA), Dedé Teixeira, e prefeitos para assinar o Termo de Adesão ao Garantia Safra. Nesta temporada, o programa teve adesão de 180 municípios.

O Ceará ofertou 350 mil vagas para agricultores familiares, estando 231.225 agricultores cadastrados no programa. Os investimentos para a safra de 2016/2017 são de R$ 117.924.750,00, sendo R$ 11.792.475 dos municípios, R$ 23.584.950,00 do Governo do Ceará, R$ 78.616.500,00 do Governo Federal e R$ 3.930.825,00 dos agricultores.

Camilo Santana explica que, com o Garantia Safra, cada agricultor terá a tranquilidade necessária para enfrentar as adversidades nos períodos de plantio prejudicados pela seca. “O Garantia Safra é uma das políticas mais importantes para dar segurança aos nossos agricultores familiares do Ceará, diante do Estado em que grande parte dele é semiárido e que vem enfrentando situação de seca severa periodicamente, por cinco anos seguidos. Portanto, independentemente de ter inverno ou não, boa safra ou não, essa é uma política de prevenção para que a gente possa garantir o sustento dos homens do campo nos municípios cearenses”, diz o governador.

  Seguro ao agricultor

O Garantia Safra objetiva beneficiar o agricultor que tem sua produção atingida pela seca ou enchente, com perda de pelo menos 50% da produção. A ação do governo atende agricultores que já pagaram os boletos do convênio e estão aptos para receber o recurso.

Cada produtor que tiver a perda comprovada, segundo os parâmetros técnicos de vários órgãos como Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) e Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), receberá o valor de R$ 850, divididos em cinco parcelas iguais, mensais e consecutivas de R$ 170.

O titular da SDA, Dedé Teixeira, ressalta que o programa tem sido sucesso no Ceará pela forma que vem sendo conduzido pela gestão do governador Camilo Santana, e que colhe frutos no alto número de adesões devido à confiança dos agricultores familiares no apoio oferecido pelo Estado.

“O Garantia Safra possibilitou que, num período de cinco anos de seca, nós tivéssemos uma compensação para esses agricultores para amenizar os prejuízos. O Ceará tem sido pioneiro com as ações do programa. Esperamos que a gente possa manter vivo esse fundo de grande relevância para os trabalhadores do campo”, destaca o secretário.

Dos 184 municípios do Ceará, apenas quatro ficaram de fora da atual edição: Fortaleza, Eusébio, Guaramiranga e Jijoca de Jericoacoara.

    Apoio necessário

Antonio Ferreira dos Santos, 65, trabalha com agricultura familiar desde os seis anos. Em Quixeramobim, trabalha na terra plantando feijão, milho e algodão. Para ele, o atual período no campo está bom para o plantio, mas lembra que os anos anteriores foram de muitas dificuldades. Com o Garantia Safra, o homem do campo esperança ter a ajuda necessária para não voltar a sofrer com necessidades no dia a dia. (5326)

“É muito importante isso aqui porque sem ajuda a gente num faz é nada. Porque o agricultor só trabalha com fome. Quando ele colhe uma safra, já está devendo. É uma vida sofrida. Então nós precisamos mesmo desse apoio do governador, pra ter uma vida melhor”, conta.

    Convênio com os municípios

Uma das mais importantes políticas públicas de convivência do pequeno agricultor com o semiárido, o Garantia Safra se firma no Ceará através do compromisso das gestões municipais, que junto ao governo buscam soluções para os períodos de chuvas abaixo da média.

Esta é a realidade vivida pelo prefeito Nilson na cidade do Cedro, na região Centro-Sul do Estado. Segundo ele, a manutenção de ações que auxiliam o agricultor são alicerce para combater o sério impacto causado pela seca em solo cearense. “Esse convênio que estamos hoje assinando é um trabalho muito importante do Governo do Ceará, juntamente com o apoio do governo federal, justamente para que a gente possa dar a essas pessoas que vivem na zona rural uma equidade. Esses cidadãos poderão receber, na sua casa, as condições para desenvolver suas atividades e sustentar suas famílias”, diz. (5324)


Com informação da A.I

ADOLESCENTE É APREENDIDO TRANSPORTANDO EXPLOSIVOS DENTRO DE MOCHILA EM FORTALEZA

Um adolescente foi apreendido, nesta terça-feira (25), no Bairro Serrinha, em Fortaleza, transportando explosivos. A Polícia Militar chegou até ele depois de uma ligação para o disque denúncia.

Com as características do adolescente, a polícia fez a abordagem e encontrou o material em uma mochila. Segundo a polícia, eram cinco explosivos. Ainda de acordo com a polícia, o adolescente já responde dois atos infracionais por tráfico de drogas e posse ilegal de armas.

A polícia informou que ele foi levado para a delegacia especializada. Já os explosivos foram levados pelo Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), para um local seguro, onde serão detonados.


Por G1 Ceará

REFORMA TRABALHISTA: ENTENDA AS MUDANÇAS QUE A CÂMARA COMEÇA A VOTAR HOJE

O relatório da reforma trabalhista foi aprovado ontem na comissão especial da Câmara dos Deputados sem dificuldades e deve ir a plenário hoje.

Por 27 votos a 10, os deputados deram sequência ao parecer do relator Rogério Marinho (PSDB-RN), que agora precisa de maioria simples para a aprovação da Casa. Em caso de nova vitória do Palácio do Planalto, a matéria segue para o Senado.

O projeto, que institui nova legislação trabalhista e altera pontos históricos constituídos na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), ganhou status de urgência na semana passada após a base aliada do presidente Michel Temer (PMDB) aprovar o regime que agiliza a tramitação.

A estratégia é para evitar que a promessa de paralisação nacional contra a medida, aguardada para a próxima sexta-feira, 28, altere o voto dos deputados.

Com expectativa de aprovação do texto na sessão de hoje, a oposição adianta que vai obstruir a votação e tentar com que os 25 destaques que não foram apreciados ontem na comissão sejam discutidos e votados de forma separada.

“A estratégia é obstrução. Queremos também votar os destaques de forma separada, e exigir que todas as votações sejam nominais porque só assim vamos dar transparência aos nossos votos”, disse o deputado José Guimarães (PT), ex-líder do governo Dilma Rousseff (PT) na Câmara.

A estratégia é compartilhada pelo deputado Chico Alencar (Psol-RJ), que promete uma “guerra” em plenário. “Amanhã (hoje) o que nos resta no plenário é fazer todo tipo de obstrução. Uma guerra intensa”, disse.

Ao O POVO, o peemedebista Darcísio Perondi (RS) negou que a agilidade na votação da matéria tenha objetivo de fugir das paralisações e protestos que pressionam o governo Temer.

“A greve geral vai ser de servidor público e de transporte. O empregado da iniciativa privada está preocupado em manter o seu emprego”, disse. Ele diz ainda que o governo terá mais de 300 votos.

Pontos polêmicos

Um dos pontos mais polêmicos é o fim da contribuição sindical obrigatória. Setores da esquerda acusam o governo de querer fragilizar movimentos organizados. Apoiadores da medida falam em enxugamento do número de entidades, o que contribuiria para uma melhor representatividade.
A possibilidade de o acordo entre as partes prevalecer sobre a legislação intensificou a discussão, uma vez que a pressão do empregador sobre o empregado não está descartada.

O relatório prevê também que a contratação do autônomo, com ou sem exclusividade, de forma contínua ou não, afasta a qualidade de empregado. Em casos de condições insalubres de trabalho, a proibição do exercício da função pode ser cancelada em caso de atestado médico autorizando. (Veja mais no quadro ao lado)


O POVO - WAGNER MENDES

UMA TRAJETÓRIA DE LUTAS PELA REALIZAÇÃO DE UM SONHO PARABÉNS DR. FELIPPE JOSÉ APROVADO EM CONCURSO PARA JUIZ

Felippe José Silva Ferreira oroense nascido em uma família humilde, lutou, estudou, conseguiu vencer com humildade e hoje sua superação serve de inspiração a todos nós.


Parabéns pela recente conquista de ser aprovado em concurso público para o cargo de juiz no estado do Piauí. Dr. Felippe é filho da amiga e ativista das causas populares advogada Fátima Silva.

Dr. Felippe é mais um OROENSE DE SUCESSO, merecedor de nossos aplausos.

terça-feira, 25 de abril de 2017

TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS ESTÁ DE OLHO EM CANINDÉ E MILHÃ

Equipe de fiscalização do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) visita os municípios de Canindé e Milhã a partir desta segunda-feira (24). A ação faz parte da operação especial que acompanha a emissão de decretos de emergência ou calamidade pública e deve seguir até a próxima quarta-feira.

Estão previstas inspeções em mais dois municípios nesta semana. “O critério de seleção das Prefeituras fiscalizadas pelo TCM”, conforme explica o presidente do TCM, Domingos Filho, “parte de uma matriz de risco, elaborada pela equipe de fiscalização do órgão a partir de publicações oficiais, portais de transparência, prestações de contas municipais e dados oriundos do Ministério Público”.

Os relatórios desenvolvidos são compartilhados com o Ministério Público do Ceará (MPCE) e servem como justificativa para a realização dos trabalhos do referido órgão, tanto no aspecto de improbidade como da responsabilidade penal. Até 24 de abril foram fornecidos 45 relatórios ao MP, referentes às visitas realizadas.


Com informações da assessoria do TCM

IBGE ABRE INSCRIÇÃO PARA CONCURSO COM 1.260 VAGAS NO CEARÁ PARA O CENSO AGROPECUÁRIO

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abriu nesta segunda-feira (24) as inscrições do processo seletivo para 24.984 vagas temporárias de níveis fundamental e médio. Dentre as oportunidades, 1.260 são destinadas para o estado do Ceará. Os salários vão de R$ 1,6 mil a R$ 1,9 mil.

As vagas são para atuar no Censo Agropecuário 2017. Do total das oportunidades, 5% são reservadas para pessoas com deficiência e 20% para negros. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) é a organizadora responsável pela seleção.

No Ceará, as 1.260 vagas estão divididas em três cargos: agente censitário municipal (54 vagas), agente censitário supervisor (202 vagas) e recenseador (1.004 vagas).

O salário é de R$ 1,9 mil para agente censitário municipal e de R$ 1,6 mil para agente censitário supervisor, que exigem nível médio. Para recenseador, que exige nível fundamental, a remuneração será por produção, calculada por setor censitário, conforme taxa fixada e de conhecimento prévio pelo recenseador, com base nas quantidades de unidades de estabelecimentos agropecuários recenseados.

Inscrições

As inscrições podem ser feitas das 14h do dia 24 de abril até 23 de maio pelo site. A taxa é de R$ 39,50 para nível médio e R$ 22 para nível fundamental.

No ato da inscrição, o candidato deverá manifestar sua opção de função e UF/Posto de Coleta ou UF/Área de Trabalho, conforme o caso, em que deseja concorrer à vaga, e também, a UF/Posto de Coleta ou UF/Área de Trabalho onde realizará a prova.

A prova objetiva será aplicada em 16 de julho, das 13h às 17h.

A previsão de duração do contrato é de até 7 meses para agente censitário municipal e agente censitário supervisor e de até 5 meses para a função de recenseador.


Por G1 CE