sábado, 30 de outubro de 2010

Presidente Lula diz que Nordestino é um povo feio




SOU UM NORDESTINO FEIO COM ORGULHO. TIREM SUAS CONCLUSÕES.

Essa é a realidade, tirem suas conclusões.




A VELHA INTERNET DE SEMPRE, MOSTRANDO A VERDADEIRA FACE DAS PESSOAS, O QUE SERIAMOS NÓS SEM ELA NOS DIAS DE HOJE?

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Parabéns a todos os funcionários públicos!


O serviço público é de suma importância para o desenvolvimento e consolidação da nossa nação, Por isso hoje quero ostentar nosso reconhecimento e a nossa gratidão, por sermos beneficiários do produto de um trabalho feito de muita dedicação, pois não há um só lugar em que um funcionário público não esteja prestando serviço à população: nas escolas, nos hospitais, nas repartições e etc. E todos nós sabemos que estes serviços são de extrema importância para todos nós.

Então como forma de reconhecimento e agradecimento dedicamos esta singela, porém de todo coração homenagem, promovendo a valorização das funções da categoria, e também levando a todos os funcionários públicos o nosso grande e forte abraço, enriquecido de votos de paz, alegria,felicidades e muito sucesso. Que DEUS abençoe a todos.
Parabéns a todos os funcionários públicos!
Por Josemberg Vieira.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Essa é das antigas estação de trem de Orós

Estação de Orós, c. 1957. Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. XVI, IBGE, 1959.



Estação de Orós nos anos 1960 ainda com trilhos. Acervo Assopaneto.



Locomotiva em Orós nos anos 1920 (Arquivo Nirez).



HISTORICO DA LINHA: O ramal de Orós, com duas estações apenas, e partindo da estação de José de Alencar (depois Alencar), destinado a facilitar as obras do açude do mesmo nome, foi aberto ao tráfego no final de 1922. Foi desativado em 15 de maio de 1968, por ter sido considerado antieconômico. A sua supressão oficial data de 20/10/1973. A ESTAÇÃO: "No governo Epitácio Pessoa, a obra colossal (o açude de Orós) foi incluída no seu plano de realizações em favor do Nordeste (...) O Presidente celebrou contrato com a firma americana Dwight P. Robinson " Co. Inc. Em 1921 os trabalhos foram iniciados (...).Primeiramente houve o deslocamento da mata e logo mais surgiram as primeiras construções, tais como casas de residências, casas para trabalhadores, armazéns, galpões, hospital, prédio para usina e ereção de uma pequena igreja. No início da construção houve certa dificuldade em virtude da falta de estradas, mas com a construção do ramal ferroviário que partiu de José de Alencar atingindo Orós, com 42 quilômetros de extensão, os trabalhos tomaram grande incremento. Esta, em síntese, é a história da fundação da cidade de Orós, que surgiu do acampamento necessário à construção da grande barragem. Com a aglomeração humana, o comércio ganhou impulso e a localidade se desenvolveu rapidamente tendo-se em vista o caminho de ferro e a excelente rodovia" (Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. XVI, IBGE, 1959). A estação de Orós foi inaugurada em 1922. Como em Cariús, apesar do abandono da construção do açude, a cidade de Orós acabou por crescer e se desenvolver. Em 1956 foi criado o novo município de Orós, cujo território foi desmembrado do de Icó. Na verdade, as obras do açude, que tem capacidade de armazenamento para 2 bilhões de metros cúbicos de água, foram retomadas logo depois de o escritor acima ter completado seu relato. Em 1961, o açude foi entregue pronto. Já o ramal e a estação foram desativados em 1968. (Fontes: Ney Robinson Frota Rios, 2009; Arquivo Nirez; Ilustração Brasileira, 1922; DNOCS, 2006; Revista Ferroviária, 08/2000; Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, IBGE, 1959; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht).

“Orós pra frente oásis do sertão, cidade beleza, riqueza, paisagem, amor e união”. Essa é nossa terra amada.
Por Josemberg Vieira

Declaração causa nova polêmica envolvendo Tiririca


Agência Estado

A polêmica sobre Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca, que 1,3 milhão de brasileiros elegeram deputado federal por São Paulo, abriu caminho para um embate inesperado entre seu advogado, Ricardo Vita Porto, e o promotor eleitoral Maurício Antonio Ribeiro Lopes.

O ponto central do confronto é uma frase atribuída ao promotor em entrevista sobre a investigação que dirige para verificar se Tiririca é analfabeto, o que impediria o palhaço de assumir cadeira na Câmara. “Advogado é sórdido”, declarou o promotor, ao abordar questão relativa ao prazo para apresentação da defesa. “Mas, se eu fosse advogado do Tiririca, também protocolaria a defesa dele às 18h50, dez minutos antes de o fórum fechar.”

O prazo do palhaço vence hoje. O promotor suspeita da declaração dele à Justiça Eleitoral, na qual afirma ser alfabetizado. Uma outra pessoa teria redigido o texto a pedido do deputado eleito. Na defesa que entregará ao juiz da 1.ª Zona Eleitoral, o advogado de Tiririca contesta.

Porto se sentiu ofendido com as afirmações do promotor, transcritas em reportagem publicada pelo Correio Braziliense, edição do dia 22. Em ofício à Comissão de Direitos e Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de São Paulo, o defensor de Tiririca assinala que “em sua cruzada contra Francisco Everardo Oliveira Silva o promotor dispara impropérios para todos os lados”.

“Desta vez, todos os limites da civilidade foram ultrapassados, tendo o promotor extrapolado em sua manifestação, ofendendo violentamente não os advogados de Francisco Everardo, mas sim toda a classe dos advogados ao designar de forma genérica os advogados como sendo ‘sórdidos’”, sustenta Porto.

A representação do advogado foi alvo de amplo debate no fim de semana, em Atibaia (SP), onde se reuniu o colégio de presidentes de subseções da OAB. “A classe está indignada”, relata Silvio Salata, presidente da Comissão de Estudos Eleitorais. “Um foco do nosso encontro era exatamente nossas prerrogativas. O promotor atingiu a todos os advogados, estendeu a ofensa a todos nós.”

Medidas

Duas medidas a OAB estuda contra Lopes: queixa à polícia para inquérito por crime contra a honra e procedimento para ato de desagravo que poderá culminar com a inclusão do nome do promotor na lista negra da entidade. “A ofensa tem conotação criminosa, é grave porque violou a função estatal que deve cumprir” observa Salata.

O enquadramento do promotor poderá ocorrer com base no artigo 7.º do Estatuto da Advocacia, que prevê “no caso de ofensa a inscrito na OAB, no exercício da profissão, o conselho competente deve promover o desagravo público do ofendido, sem prejuízo da responsabilidade criminal em que incorrer o infrator”. O promotor não foi localizado para falar sobre o caso.

Fonte: Diário do Nordeste

sábado, 23 de outubro de 2010

CHUVA EM ORÓS

Sábado 23 de Outubro) Órós amanhaceu chuvoso e nublado, desde as primeiras horas da madrudaga uma chuva fina mais constante abençoa o solo oroense e seu povo, que saiu as ruas mesmo de madrugada pppara tomar banho e agradecer a DEUS esteá benção, a chuva teve inicio por voltas das 2 da madrugada e até agora 10:30 da manhã ainda chove. Segunda informações a chuve no distrito Guassussê passou dos 100 milimetros. Veja as fotos e o video: Orós terra abençõada por DEUS. Orós a cidade dos nossos corações.
video

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Orós fica sem energia eletrica por 3 horas

(Orós, 22 de Outubro) Hoje por volta das 13h00min toda a cidade de Orós ficou sem energia elétrica depois que um caminhão baú arrancou a rede elétrica em frente a prefeitura Municipal várias equipes da Coelce foram deslocadas para o local e quase uma hora depois a eletricidade foi restabelecida parcialmente na cidade, na Av. Gabriel Bezerra apenas parte das residências tinham energia até as 17:30. O bairro São Geraldo até as 18h30min estava completamente às escuras. Depois de 03 horas tudo voltou ao normal...

Por Josemberg Vieira

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Entrega de premiação dos jogos do município de Orós 2010.

(Quinta 21 de Outubro 9:00) Acontece hoje pela manhã no C. S.U de Orós a solenidade de entrega das premiações dos jogos do município 2010 em comemoração aos 53 anos de emancipação política de Orós, a Prefeita Fátima Maciel, ex-prefeito Dr. Leimar, Secretaria de Finanças Rosangela Feitosa e a Secretaria de Juventude, Esporte e Cultura Socorro Nunes estiveram presentes na solenidade. A Prefeita Fátima foi homenageada pelos atletas em reconhecimento ao apoio ao esporte em nossa cidade.

O ex-prefeito Dr. Leimar também foi homenageado e logo em seguida anunciou que no próximo ano o atleta que conquistar mais medalhas irá ganhar um prêmio extra oferecido por ele.

Ao todo 36 atletas em 22 modalidades receberam as premiações, dentre as modalidades estão bicicletas, atletismo, natação, maratona, tênis, vôlei, xadrez, dama, basquete, handebol, futsal e futebol de campo e ainda calouros e dança. Os atletas receberam medalhas, troféu e os 1ª e 2° lugares recebem prêmios em dinheiro.

O ponto emocionante da solenidade foi à homenagem in memória do atleta Francisco Humberto Cândido do distrito de Santarém feito pela Prefeita Fátima que entregou a sua irmã do saudoso Humberto uma placa em reconhecimento a grande contribuição ao esporte oroense.


Todas as fotos da solenidade estão no meu orkut. Por Josemberg Vieira.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

CAGECE CAUSA TRANSTORNO A MORADORES


(Orós Quarta-feira 20 Outubro) Os moradores do Multirão Wellington Jr. na Rua Joca Nonato em Orós a mais de 30 dias sofrem com buracos que interditaram a rua, os buracos foram feitos para a instalação da tubulação de água, o mais curioso de tudo isso é que a CAGECE responsável pela obra colocou nas mãos dos moradores a obrigação de cavar os buracos para os canos e assim vários moradores se reuniram e fizeram o trabalho que é de obrigação dos funcionários da CAGECE a meu ver.

Só que até agora os funcionários não vieram fazer a instalação, e os moradores que fizeram todo o trabalho pesado ficam a ver navios navegando no seco. Segundo a CAGECE o que está faltando é apenas uma carrada de areia, será que a CAGECE espero que os moradores também fiquem responsáveis por isso? Já não basta os moradores pagar as contas d´gua e pagar carooooooo!!!

Agora teremos de trabalhar no lugar dos funcionários da CAGECE de Orós? Fica aqui a indignação dos moradores que procuraram este blogueira para buscar as respostas desta falta de respeito com os moradores do Multirão Wellington Jr. na Rua Joca Nonato em Orós.

Por Josemberg Vieira

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Acidente de carro envolve pároco de Quixelô


Um acidente na manhã deste domingo (17) envolveu o padre Gilberlândio, conhecido como Padre Gil, da paróquia de Quixelô. O carro em que estava o pároco capotou, mas ninguém sofreu ferimentos graves.
Além de padre Gil, Ricardo Alves de Araújo, de 17 anos, e um homem conhecido como José Preá estavam no veículo. Apenas Ricardo sofreu um corte no supercilho.
A vítima foi socorrida no hospital de Quixelô e já foi liberada.
Colaboração de Marcelo Alves

Fonte: www.maisfm.org.br

domingo, 17 de outubro de 2010

Marina oficializa neutralidade para segundo turno


Terceira colocada na eleição presidencial, Marina Silva (PV) oficializou na tarde deste domingo a opção pela neutralidade no segundo turno, como a Folha antecipou neste domingo.
Em votação simbólica, a ex-presidenciável, que recebeu 19,6 milhões de votos, referendou a posição para a nova etapa da corrida presidencial.
Dos cerca de 170 votantes, apenas quatro declararam apoio a Dilma Rousseff (PT) ou José Serra (PSDB). Mesmo Fernando Gabeira, o candidato derrotado ao governo do Rio que contou com o apoio do tucano no primeiro turno, preferiu a independência do partido.
Individualmente, os filiados estão liberados para aderir às campanhas da petista ou do tucano. É o que Gabeira faz ao endossar a candidatura de Serra.

Fonte: blog do Lindomar Rodrigues.

sábado, 16 de outubro de 2010

CANTOS E ENCANTOS DE ORÓS


Passagem de Serra no Ceará tem confusão de Tasso com Padre


Os ânimos exaltados da campanha no 2º turno entre os presidenciáveis também chegaram ao Ceará. Neste caso, quem tomou as dores foi o senador Tasso Jereissati (PSDB), derrotado nas urnas no último dia 3 de outubro.
Em passagem pelo Ceará, mais precisamente em Canindé, o candidato tucano José Serra participava da missa na Basílica de São Francisco das Chagas, na tarde deste sábado (16).

A confusão teve início quando, ao final da celebração, o padre disse que eram mentirosos os panfletos que circulavam na igreja afirmando que a candidata Dilma Rousseff (PT) era a favor do aborto e tinha envolvimento com grupos terroristas como as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).
Segundo o padre, essas mensagens estavam sendo atribuídas à Igreja, mas que a mesma não havia autorizado esse tipo de publicação em seu nome. Neste momento, Jereissati, que acompanhou a missa ao lado de José Serra, se exaltou e afirmou que o padre "era petista” como aquele que estava “causando problemas à igreja”.
Os ânimos de alguns partidários tucanos também se exaltaram e o padre precisou sair escoltado por seguranças. De acordo com matéria do Portal Verdes Mares, nenhum membro da administração da paróquia confirmou o nome de padre. Disseram apenas que ele não era da cidade.

A confusão ainda respingou em um princípio de briga entre militantes do PSDB e do
PT, que estavam na porta da basílica na saída da missa. A situação atípica da missa na Basílica, com a presença de Serra, levou o padre a pedir que os políticos não atrapalhassem o objetivo principal da cerimônia, voltado a São Francisco.

Matéria muito esclarecedora.

Olá amigos e amigas blogueiros, devido a certo comentário anônimo neste blog sobre uma matéria que escreve relatando apenas a verdade e nada além da verdade sobre UM GUARDA MUNICIPAL, sobre uma atitude triste do mesmo passeia a receber certos comentários anônimos, por isso resolve responder com essa matéria que encontrei no blog do Jornal Forquilha que esclarece muitas coisas que eu já sabia mais é sempre bom levar ao conhecimento de todos.

A Guarda Municipal tem ou não poder de Polícia?
(Por: Alexandre Vianna ) - Em busca de uma resposta, fiz várias perguntas a um Promotor de Justiça, que por escrito me enviou por e-mail, essas informações: “Diante do crescente aumento da criminalidade e a sensação de insegurança da população, está sendo comum a criação de guardas municipais, com o objetivo de minorar o problema. Contudo, há que se observar e respeitar os limites impostos pelo artigo 144 da Constituição Federal: Art. 144 - A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através dos seguintes órgãos: I - polícia federal; II - polícia rodoviária federal; III - polícia ferroviária federal; IV - polícias civis; V - polícias militares e corpos de bombeiros militares. (...) § 8º. Os Municípios poderão constituir guardas municipais destinadas à proteção de seus bens, serviços e instalações, conforme dispuser a lei. Vê-se, de plano, que as Guardas Municipais, sem extrapolar a determinação constitucional, podem ser úteis à coletividade, protegendo as escolas, os hospitais, prontos-socorros, centros de saúde, parques, creches, centros educacionais, mercados, monumentos, prédios públicos em geral, cemitérios, enfim toda a infra-estrutura municipal que vem sendo atacada diuturnamente por atos de vandalismo.
COM RELAÇÃO AO PODER DE POLICIA - Está muito claro o que as Guardas Municipais devem e podem fazer. Todavia, o que não pode é o patrulhamento das ruas, a realização de barreiras, a identificação de transeuntes, como vem acontecendo em alguns Municípios, pois para isso as Guardas Municipais não têm poder de polícia. E nem pode a Lei municipal concedê-lo invocando o princípio da autonomia legislativa, pois trata-se de matéria cuja competência está rigidamente fixada pela Constituição e sua regulamentação só pode ser feita por Lei Federal. A guarda municipal não pode ser considerada polícia ostensiva, primeiro porque ela não é polícia, já que a constituição federal no art. 144 é expressa ao designar os órgãos que exercerão as polícias no Brasil, dentre os quais não está à guarda municipal-GM, por outro lado, a GM apenas teria o papel de guarnecer os seus bens e serviços.
COM RELAÇÃO AO PORTE DE ARMA DE FOGO - Nos casos em que a lei permite o uso de arma de fogo (municípios com mais de 50 mil habitantes), ainda assim, para que a Guarda Municipal possa andar armada, tem que cumprir todas as exigências do Ministério da Justiça, como exames psicológicos e treinamento de tiro. A autorização para o porte de arma de fogo das guardas municipais está condicionada à formação funcional de seus integrantes em estabelecimentos de ensino de atividade policial, à existência de mecanismos de fiscalização e de controle interno, observada a supervisão do Ministério da Justiça. Os guardas estão aptos a usar arma na defesa do patrimônio público e em ações preventivas de segurança, como o patrulhamento de parques e praças. Estatuto do Desarmamento (Lei nº 10.826/03) confere a guarda municipal (com mais de 50 mil habitantes) o direito de usar armas em serviço, mas não fora da atividade. O Estatuto prevê que nos municípios com menos de 50 mil habitantes sua guarda está proibida de portar arma. Ou seja, conforme a lei vigente, em tese, o guarda municipal pode ser preso por porte ilegal de arma. “E o porte de arma deve ser restrito aos limites do município e durante o período de trabalho”. (Esse é o e-mail que recebemos do Ministério Público)
Alexandre Viana destaca: O que determina a Lei, a atuação da GM é bastante restrita. E aí fica uma pergunta no ar: Se o objetivo realmente é combater a criminalidade, não teria sido muito mais prudente ter usado esses recursos (compra de viatura, motos e etc.) para ajudar equipar e melhorar a estrutura da Polícia Militar que realmente por direito Constitucional tem o dever e a obrigação de fazer o patrulhamento ostensivo? Se a Guarda Municipal, não pode usar arma, não pode fazer o trabalho de patrulhamento ostensivo... se a sua atuação é restrita a cuidar da segurança dos prédios públicos... Porque todo esse aparato.
Postado por Bob Charles www.jornalforquilha.blogspot.com

Tem dois trechos muito interessante desta matéria que vale a pena ser repetido, vamos lá.

COM RELAÇÃO AO PORTE DE ARMA DE FOGO - Nos casos em que a lei permite o uso de arma de fogo (municípios com mais de 50 mil habitantes), ainda assim, para que a Guarda Municipal possa andar armada, tem que cumprir todas as exigências do Ministério da Justiça, como exames psicológicos e treinamento de tiro. A autorização para o porte de arma de fogo das guardas municipais está condicionada à formação funcional de seus integrantes em estabelecimentos de ensino de atividade policial, à existência de mecanismos de fiscalização e de controle interno observado à supervisão do Ministério da Justiça.

OUTRA PARTE INTERESSANTE DA MATÉRIA:

Estatuto do Desarmamento (Lei nº 10.826/03) confere a guarda municipal (com MAIS de 50 mil habitantes) o direito de usar armas em serviço, mas não fora da atividade. O Estatuto prevê que nos municípios com MENOS de 50 mil habitantes sua guarda está proibida de portar arma. Ou seja, conforme a lei vigente, em tese, o guarda municipal pode ser preso por porte ilegal de arma.

(De acordo com o IBGE em 2009 Orós teria 21.784 habitantes)

Gostaria de saber de vocês amigos e amigas blogueiros, será que deve procurar a promotoria pública de Orós, para fazer as mesmas perguntas da matéria a cima ou dá para todo mundo entender? Só faltou uma pergunta em tudo isso, porque será que não ouvi uma prisão em toda essa história?

O titulo da matéria a que me refiro é
Guarda Municipal atira em Praça Pública em Orós.

Quando escrevi a matéria em nenhum momento me refere a todos os componentes da guarda municipal de Orós, que, diga-se de passagem, fazem um trabalho digno de respeito e aplausos, relatei apenas a um fato isolado de UM INTEGRANTE da mesma que aconteceu e me foi passado pela polícia militar de plantão naquela data. E se me provarem que é permitido o uso de arma de fogo pela guarda municipal em cidades com menos de 50 mil habitantes faço questão de pedir desculpas aqui no blog deste humilde radialista Josemberg Vieira, aqui a gente escreve e assina.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

EM POUCAS PALAVRAS - SERRA X DILMA

Gente é triste ligarmos a TV ou rádio e no lugar de proposta de governo, a gente só vê e ouve acusações e agressões um contra o outro, nós brasileiros não merecemos candidatos a sim para a Presidência da república. A justiça eleitoral deveria proibir tais atitudes de ambos os candidatos. Por isso, vou votar em BRANCA por falta de opção onde estás MARINA.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Integrante do Casseta e Planeta chama Lula de "vagabundo, picareta e impostor"

No programa Manhattan Connection do último domingo (3/10), Que devido às eleições, foi exibido ao vivo pelo canal pago GNT, da Globosat, programadora de canais pagos da Globo. Um dos convidados, o humorista Marcelo Madureira, integrante do Casseta & Planeta, chamou o presidente Lula de "vagabundo, picareta e impostor", que "não vale nada"...

Nas reprises apresentadas na madrugada e às 10h e às 14h da segunda (4/10), no entanto, a fala de Madureira foi cortada e censurada pelo próprio canal. Assim também como no site oficial do GNT que não contem esse trecho.


Veja o que foi dito ao vivo e depois nas reprises e que está no site do canal.



Essa é a prova que o GNT editou parte da crítica do Marcelo Madureira ao Lula.

Dilma, aparentando muita agressividade, trava duelo com Serra no debate da Band


Os candidatos à Presidência Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) travaram o duelo mais duro da campanha na noite deste domingo em debate na Band.
Marcado pela troca de acusações de ambas as partes, o debate virou embate não apenas porque foi o primeiro confronto que teve apenas os dois desde que o período eleitoral começou, mas também porque Dilma deixou a postura defensiva em que foi colocada nos últimos dias por causa da polêmica envolvendo o aborto e adotou uma postura combativa, atacando durante todo o tempo o adversário, que não deixou por menos e foi ao contra-ataque.
No quarto bloco, Serra chegou a comentar a ofensiva de Dilma.
"Tenho que confessar que eu tô surpreso com essa agressividade, esse treinamento da Dilma Rousseff, que esta se mostrando como é de verdade", avaliou o tucano.
Entre os temas que foram motivos de acusações estiveram questões polêmicas da campanha, como aborto, privatizações e escândalos na Casa Civil.
Logo na primeira oportunidade que teve de perguntar, Dilma atacou Serra e acusou sua campanha de procurar atingi-la com "calúnias, mentiras e difamações". "Essas calúnias têm sido muito claras em alguns momentos. Seu vice, Indio da Costa [DEM] a única coisa que faz sistematicamente é criar e organizar grupos, aproveitando da boa fé das pessoas, pra me atingir até com questões religiosas. Queria saber se o senhor considera essa forma de fazer campanha que usa o submundo é correta", questionou.
Na resposta, Serra afirmou se solidarizar com "quem é vitima de ataques pessoais" e se disse ele próprio vítima de ataques. O presidenciável tucano contra-atacou a petista e insinuou que ela tem a ver com esses ataques.
"Blogs com seu nome. Se não fosse [algo feito por sua campanha] poderia tirar na Justiça. Fazem ataque a família, amigos. Uma campanha orquestrada a respeito de ideais que não tenho. Nós somos responsáveis por aquilo que pensamos e aquilo que falamos. A população cobra programa de governo, mas cobra conhecimento. [...] Vocês confundem matéria de jornal com coisas orquestradas."
Serra foi o primeiro a mencionar a palavra aborto.
"Aborto você disse com clareza com debate na Folha, e isso esta filmado, que era a favor da liberação do aborto. Isso não é estratégia de adversário. São coisas que vão acontecendo. Se trata de ser coerente, não ter duas caras".
Na réplica, Dilma voltou a atacar e disse que Serra deveria "ter cuidado pra não ter mil caras" e disse que Serra regulamentou o aborto quando foi ministro da Saúde.
"Acho estranho você dizer certas coisas. Você regulamentou o acesso ao aborto no SUS".
Serra alegou que a legislação sobre o aborto foi criada em 1940 e disse que não regulamentou o procedimento, e sim criou uma norma técnica a respeito.
"A lei existente no Brasil é de 1940. Eu nasci em 1942. Nem espiritualmente poderia ter sido o autor da lei. A lei permite o aborto em dois casos: risco de vida pra mãe e estupro. Essa lei vinha sendo praticada no Brasil. [...] O que eu fiz como ministro [...] foi que isso precisava ter uma norma técnica que balizasse os abortos, para que fosse feito sem risco para a mãe. Nunca defendi a liberação do aborto. Você defendeu. Não estou fazendo juízo de valor a seu respeito. Passa a dizer o contrário, a se vitimizar."
Dilma se defendeu.
"Sou contra tratar como questão de polícia a questão das das mulheres que morrem dia sim, dia não pelo aborto".
CRENÇA
Ainda no plano religioso que tem pautado o segundo turno, Serra colocou em dúvida a crença de Dilma em Deus.
"Com relação a Deus a mesma coisa. Tem entrevistas em que você diz que não sabe se acredita, se não acredita".
Fonte : Blog Lindomar Rodrigues

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

O crack e os seus malefícios para a sociedade

Os fatos criminosos em todas as partes e em todos os lugares do país, as desagradáveis consequências na área policial, educacional, saúde, social e familiar e o degredo causado pelo crack, comprovam que essa droga trouxe malefícios sem precedências para a nossa sociedade.
O crack mata os sonhos das pessoas, aniquila o futuro de tantas outras e aumenta a criminalidade em todo canto que se instala.
De poder sobrenatural, o crack sempre vicia a pessoa quando do seu primeiro experimento e o que vem depois é a tragédia certa. A partir de então a sua nova vítima está condenada a engrossar as fileiras de um gigantesco e crescente exército de dependentes químicos da droga que, em consequência passa também a matar e morrer pelo crack.
O crack além de trazer a morte em vida do seu usuário, arruína a vida dos seus familiares e vai deixando rastros de lágrimas, sangue e crimes de toda espécie na sua trajetória maligna.
Faz parte da fórmula absurda do crack que nasceu da borra da cocaína, a amônia, o ácido sulfúrico, o querosene e a cal virgem, produtos altamente nocivos à saúde humana, que ao serem misturados e manipulados se transformam numa pasta endurecida de cor branca caramelizada, que passou a ser conhecida pelos mais entendidos, com toda razão, como sendo a pedra da morte.
Como os efeitos excitantes do crack têm curta duração, o seu usuário faz dele uso com muita frequência e a sua vida passa a ser somente em função da droga.
Em virtude do dependente do crack pertencer em grande maioria à classe pobre ou média da nossa sociedade e assim não dispor de dinheiro para manter o seu vício, então passa ele a prostituir-se em troca da pedra ou de qualquer migalha em dinheiro, a se desfazer de todos os seus pertences e a cometer furtos em casa dos seus pais, dos seus parentes, dos seus amigos ou noutros lugares quaisquer, para daí logo passar a praticar assaltos, sequestros e latrocínios, sem contar que também fica nas mãos dos traficantes para cometer homicídios ou demais crimes que lhes for acertado em troca do crack.
Assim, o usuário do crack vende seu corpo, sua alma, seus sonhos para viver em eterno pesadelo.
Na trajetória inglória e desprezível do crack, o seu usuário encontra o desencanto, a dor, a violência, o crime, a cadeia, a desgraça ou o cemitério. O crack traz o ápice da insanidade humana. Alguns que se recuperaram do poder aniquilador do crack disseram que dele sentiram o gosto do inferno.

Concluímos então que o perfil da sociedade se transformou e os problemas da segurança pública mudaram consideravelmente para pior a partir do advento do crack. Aumentaram-se todos os índices de crimes possíveis por conta do crack. Em decorrência do crack também passou a morrer precocemente uma imensidão incontável de pessoas, destarte para os jovens que mais se lançam neste lamaçal.
Os seus usuários em grande maioria se transformam em pessoas violentas e, com armas em mãos são responsáveis por mortandade em suicídios, assassinatos dos seus familiares e amigos, homicídios pelo tráfico, para o tráfico ou ainda mortes relacionadas às pessoas inocentes em roubos, nos chamados crimes de latrocínios.
É preciso que as políticas públicas contra o crack, além de promover bons projetos preventivos, repressivos e curativos, considerem os vários aspectos que envolvem os seus dependentes químicos e suas consequências, como a conscientização da população voltada para o drama pessoal vivido pelos mesmos e por aqueles que o cercam, as dificuldades de bem vigiar todas as fronteiras como melhor forma de prevenção de evitar a entrada da sua pasta base, as carências das entidades assistenciais e de saúde, assim como da necessidade de recursos para os aparatos policiais, destarte, para a valoração profissional dos seus membros no sentido de melhor combater o trafico, o traficante e o chamado crime organizado que é a fonte de alimentação da droga.
Evidente é que o crack é caso de Polícia, mas é também problema de todos nós e, na medida em que por sua culpa são gerados tantos crimes e disfunções sociais, cresce ainda mais a responsabilidade da própria sociedade e do poder público, principalmente para ser tratado em larga escala como caso de saúde pública.
______________
* Texto escrito e enviado por Archimedes Marques - Delegado de Policia e Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Segurança Publica pela Universidade Federal de Sergipe - E.mail: archimedes-marques@bol.com.br

Fonte: Icó é notícia

GREVE DOS BANCÁRIOS FECHA MAIS DE 8 MIL AGÊNCIAS

EM SEU DÉCIMO DIA, A GREVE DOS BANCÁRIOS FECHOU NESTA SEXTA-FEIRA 8,28 MIL AGÊNCIAS, O QUE TORNA A PARALISAÇÃO A MAIOR EM 20 ANOS, DISSE A CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES DO RAMO FINANCEIRO (CONTRAF).
O FECHAMENTO DE AGÊNCIAS VEM CRESCENDO DESDE A QUARTA-FEIRA DA SEMANA PASSADA, INÍCIO DO MOVIMENTO, QUANDO OS GREVISTAS PARALISARAM 3,86 MIL UNIDADES BANCÁRIAS.

POR CONTA DA GREVE, EM ICÓ, A AGÊNCIA DOS CORREIOS QUE TEM BANCO POSTAL E, A CASA LOTÉRIA, ESTÃO COMPLETAMENTE LOTADOS TODOS OS DIAS. O MESMO ACONTECE EM ORÓS.

Fonte: Blog do Fabrício Moreira

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Olá amigos estou de volta


Amigos e amigas blogueiros de depois de um tempo afastado do nosso canal de comunicação estou de volta, me afastei um pouco por vários motivos um deles foi a minha saida da Rádio onde trabalhei por 15 anos e o outro foi o trabalho na política. Agora depois de me organizar e da um rumo maravilhoso na minha vida profissional estou de volta, e com a corda toda como sempre, falando a verdade doa a quem doer. O que acontece na nossa querida Orós e em nossa região vc encontrará aqui, conto com todos vcs amigos e amigas.

Agora sim feliz da vida, Josemberg Vieira o amigo de sempre...